Menu

segunda-feira, março 14, 2011

Pseudociência

Charles Darwin é glorificado no meio acadêmico por derrubar a teoria Criacionista (de que o homem e os outros animais e tudo mais na terra surgiu por uma vontade divina) quando, através de estudos e observações, escreveu "A origem das espécies". Sugiu, assim, o Evolucionismo.

O inglês Charles R. Darwin


Até aí não é novidade alguma, e bendigo a teoria da evolução porque tirou a humanidade (bom, os que quiseram enxergar) do misticismo. Mas o que atrapalhou foi a tal da "A origem do homem", onde Darwin aplica sua teoria da evolução das espécies ao mundo social. No começo, isso foi usado para justificar a pobreza do mundo pós Revolução Industrial. Os pobres seriam pobres porque não tinham capacidade e eram mais inaptos do que os ricos, ficando, assim, em um patamar evolutivo inferior.

E foi a partir daí começou a dar merda - falando em português bem claro! Como a Inglaterra precisava de matéria prima barata para suas fábricas, justificaram o extermínio ou escravidão de povos de outras etnias (como negros, aborígenes, asiáticos, indígenas) porque, se não conseguiram sobreviver, é porque eram inferiores. Claro que a intenção mesmo era explorar a riqueza das nações alheias de graça, free.

Essa BRILHANTE teoria foi rapidamente difundida e amplamente aceita em toda a Europa e também pelos seus descendentes da América do Norte, mas ficou famosa mesmo com Hitler - que se baseou nesses ilustres "cientistas" (psicopatas) para matar judeus, poloneses, soviéticos, eslavos, deficientes físicos e mentais, homossexuais etc, alegando superioridade da raça ariana e da sua necessidade de expansão, evolução e desenvolvimento.

E porque os outros povos se viram ameaçados pela cobra que criaram, resolveram colocar toda a responsabilidade em um homem: Adolf Hitler.
Não, não estou defendendo Hitler, só esclarecendo que não foi ele quem inventou isso (antes que algum idiota venha dizer que faço apologia ao Nazismo).

Adolf Hitler, o melhor aprendiz do Darwinismo Social


E porque ingleses vez ou outra aparecem com descobertas "científicas" absurdas, agora surgiu uma que me deixou pasma: o sexo do cérebro.

A neuropsicóloga (?), cientista (?) e pesquisadora Anne Moir diz que durante a gestação, os homens recebem uma quantidade superior de testosterona (hormônio sexual) do que as mulheres, mas que isso "varia" ainda não se sabe o porquê.
Por causa dessa variação do hormônio, um homem, se recebeu pouca quantidade durante a gestação, pode apresentar um "cérebro feminino"; assim como uma mulher que tenha recebido dosagens altas da testosterona durante sua gestação, apresenta um "cérebro masculino".

Tá. Agora vem as maravilhosas explicações! Um homem com o "cérebro feminino" - afirma Anne Moir - seria homossexual. No sítio eletrônico da revista Época, dizem ser esta a explicação para o homossexualismo. Não sei se foram palavras da tal ou do infeliz que escreveu a matéria, mas caso alguém não saiba ainda, o sufixo "ismo", usado para doenças, foi abolido. O termo correto é homossexualidade, pois essa característica ou opção sexual não é uma doença.

Bom, existem piadas por aí sobre "ex gays", porque dizem ser impossível um homossexual virar heterossexual. Não posso afirmar sobre as coisas que são ditas por aí, mas me parece improvável que um homossexual, depois de um "tratamento" a base de testosterona irá se transformar em um hetero.

Outra coisa: a cientista (ugh) se refere a cérebros femininos ou masculinos a partir de uma visão cultural restrita, pois se baseia em comportamentos pré-estabelecidos pela sociedade moderna ocidental apenas!

Mas a melhor parte é quando eu faço o teste para saber se meu cérebro é masculino ou feminino, e dá masculino. Outro dia refaço o teste e diz que meu cérebro é misto. Ou seja, se você fizer o teste em um dia de amnésia parcial ou "estado de espírito" diferente, o resultado é alterado. Enfim... Supondo que meu cérebro seja masculino, como o tamanho do meu indicador e anelar é o mesmo? Segundo a pesquisa, "cérebros femininos estão associados a dedos indicadores do mesmo comprimento que os anelares".

Olha, depois dessa só me resta ir dormir!
E pra quem quer perder tempo com essa baboseira, mais uma relevante descoberta científica feita por ingleses desocupados, clique aqui e tenha uma boa noite (bah!).


PS: Vamos ver onde essa teoria vai dar...

2 comentários:

Soth disse...

Concordo contigo, algumas "pesquisas científicas" são furadas. a ciência tem o péssimo costume de querer explicar tudo com bases biológicas, quando algumas situações são muito mais culturais.

Só uma ressalva: Darwin jamais usou sua teoria da evolução sobre as sociedades humanas. Quem fez isso foram outros pensadores que tomaram a teoria de Darwin como explicação para problemas sociais.

Docinho disse...

Soth,
Verdade, alguns "cientistas sociais" que distorceram o que havia sido proposto por Darwin.
Na hora da edição devo ter apagado sem perceber.
Obrigada pelo aviso!